Advogada é encontrada morta com as mãos amarradas e nua em armazém

29/03/2018 12:12 Policial
Vítima foi encontrada morta no armazém da família (Foto: Luiz Guido Júnior)
Vítima foi encontrada morta no armazém da família (Foto: Luiz Guido Júnior)

A advogada Clarina Tamashiro, de 72 anos, foi encontrada morta com as mãos amarradas e nua no armazém que cuidava, na tarde de ontem (28), na Rua Estevão Alves Corrêa, no bairro Alto, em Aquidauana. O principal suspeito de ter cometido o crime é um adolescente de 16 anos. Ele foi apreendido. A polícia investiga se há mais gente envolvida no crime.

 

Conforme informações, a polícia acredita que a vítima tenha sido alvo de latrocínio - roubo seguido de morte. Também não é descartada a hipótese de violência sexual. O adolescente foi flagrado por comerciantes da região espiando sobre o muro, o que chamou a atenção. O garoto, então, foi detido e a polícia acionada. Ele, que já havia roubado a vítima em outras situações, estava com os bolsos cheios de dinheiro. Na sequência, o corpo de Clarinda foi encontrado.

 

Em dezembro do ano passado, o adolescente roubou celular e R$ 5 mil da advogada, mas respondia pelo ato infracional em liberdade. Existe a suspeita de que, quando o menino chegou ao local, a mulher já estivesse morta, mas somente a perícia pode confirmar após laudos. A advogada ficou viúva em 2015 e desde então cuidava, sozinha, do armazém que era do marido.

 

 

Fonte: Campo Grande News / 94 FM Dourados

COMENTÁRIOS

Usando sua conta do Facebook para comentar, você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas, irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas nas plataformas do Tribuna de imprensa.